The Book Zine Radio

Tecnologia do Blogger.

Coffee T-Shirts camisetas personalizadas

Coffee T-Shirts camisetas personalizadas
Na compra de sua camiseta, mencione o The Book e ganhe uma cópia impressa do zine

Postagens populares

Twitter Updates

Blogger news

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Resenha de show: Test, Cyco Pit, Brain Dead e Nação Corrompida

Braindead
Essa foi uma tarde chuvosa no Sattva Bordô que logo tornou-se noite. Logo ao entrar na casa, o Test já estava desfiando seu death/grind/crust experimental, garantindo um começo certeiro para a noite. Após um breve intervalo, tivemos o Cyco Pit no palco, mandando ver um hardcore new school bem certeiro e agradável. Não se mexe em time que está ganhando, como se diz.

Nação Corrompida
A seguir, tivemos a iniciante Braindead, que também fez um bom som calcado no hardcore new school, mas algo me parecia fora do lugar, talvez seja apenas questão da banda se "soltar" mais, deixar a energia fluir naturalmente, pois potencial não faltou. Por fim, tivemos o Nação Corrompida de Pernambuco, encerrando sua pocket tour pela região sudeste. Legal ver que a banda trouxe seu próprio CD, materiais de outras bandas parceiras, camisetas... Até mesmo FITAS demo! Nem lembro a última vez que vi uma! Com relação à sua apresentação, os caras capricharam em um crossover nitidamente inspirado pelas bandas clássicas dos anos 80 (como Ratos de Porão, English Dogs, DRI, Slayer), com guitarras bem faiscantes, flertando descaradamente com o metal, mas com alguns toques mais modernos aqui e ali (especificamente, uma ou outra música que surpreende com breakdowns típicos do metalcore moderno), sem nunca soar forçado ou inadequado.


Em resumo, um show muito legal, que teria sido melhor se não fosse pelo lugar ser tão escuro que... Bom, as fotos falam por si. Outro ponto negativo foi o pessoal indo embora em peso após o Braindead em vez de permanecer para prestigiar a banda que veio mais de longe para o som, mas paciência, algum dia o povo aprende a respeitar o trabalho de quem se esforça pela cena.

2 comentários:

Lacordar disse...

Muito bom, nem a chuva atrapalhou.
Valeu o post!

Abraços

Heder disse...

Nem que chova pedra! E que sirva pra calar alguns que dizem que o underground nacional agoniza... :)