The Book Zine Radio

Tecnologia do Blogger.

Coffee T-Shirts camisetas personalizadas

Coffee T-Shirts camisetas personalizadas
Na compra de sua camiseta, mencione o The Book e ganhe uma cópia impressa do zine

Postagens populares

Twitter Updates

Blogger news

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Resenha: Skeletal Spectre - Occult Spawned Premonition

Death/doom metal podre. Grotesco e cavernoso, com ênfase maior ao lado death do estilo do que ao lado doom. Às vezes me faz falta esse tipo de som! O play abre com Scalped, com uma levada cadenciada que lembra um pouco Refuse/Resist do Sepultura. Isto é, até a banda tirar o pé do acelerador e os vocais femininos de Vanessa Nocera entrarem em cena. A voz da moça é um capítulo à parte. Em vez de seguir por caminhos melódicos/góticos como é o comum quando se trata de voz feminina em um álbum doom, ela segue uma abordagem reminiscente de vocalistas de doom clásico, como Wino, Ozzy, Lee Dorrian e Bobby Liebling. Aliado a isso temos o grotesco vocal de Behold the Pentagram (também responsável pelo baixo e guitarra na gravação) e a bateria de Haunting the Beyond. O instrumental tem uma bela influência do death metal sueco do início dos anos 90, mais especificamente Entombed e Hypocrisy, e conseguem manter muito bem o pique das partes mais velozes (que não são poucas!). Além da já citada Scalped, os destaques óbvios são as faixas Raw Head & Bloody Bones (com um groove impressionante) e a tétrica Domain of the Fleshless One, que fecha o álbum. Enfim, uma ótima banda que trata de manter o death/doom vivo e mostrar como ainda é possível, sim, o estilo render peças de peso e brutalidade incontestáveis.
http://www.myspace.com/skeletalspectre


EDIT: De acordo com a própria banda, eu dei uma vacilada aqui, pois Vanessa é A ÚNICA vocalista da banda, responsável pelos vocais limpos e pelos urros. Minhas desculpas pelo engano, pessoal!

0 comentários: